16 Fev

2022

16 Fev 2022

Iluminação pública e bem-estar

Iluminação pública e bem-estar

Longínquos são os tempos em que apenas nas noites de lua cheia e céu limpo as pessoas podiam aventurar-se pela noite adentro, em segurança, sem transportar uma fonte de luz móvel.

Hoje, usufruindo do conhecimento acumulado ao longo de mais de um século (desde a invenção da eletricidade) e da sua aplicação nos domínios da tecnologia, a iluminação pública é um instrumento fundamental na qualidade de vida do cidadão. Mais do que um garante da segurança dos utentes dos espaços públicos – o primeiro móbil para o desenvolvimento da sua fundamentação técnica e para o seu planeamento metódico – a iluminação pública possibilita a extensão de muitas das vivências do quotidiano diurno pela noite fora.
Essas vivências, porém, ganham então uma nova dimensão, já que uma iluminação pública de qualidade lhes confere uma beleza acrescida pela estética, pela volumetria da luz e das sombras e pelo realce seletivo das mais valias de cada espaço, criando cenários onde o cidadão é um ator que pode ensaiar a sua vida em segurança.

Não há urbanismo sustentável sem iluminação pública.

A reconhecida qualidade dos sistemas de iluminação pública da Lightenjin tem consequências efetivas na melhoria imagem de uma cidade, potenciando o seu turismo, estimulando o seu comércio, capitalizando confiança ao seu lazer noturno e hierarquizando vias públicas, por exemplo, ao mesmo tempo que lhe cria uma identidade própria, sempre com elevados padrões de eficiência energética e reduzidas necessidades de manutenção, contribuindo, assim, para o desenvolvimento sustentável das comunidades que deles usufruem.

As soluções Lightenjin de iluminação pública mobilizam o conhecimento mais recente das novas tecnologias LED, seguindo os preceitos atuais que permitem aliar, à segurança e urbanismo já referenciados, outros aspetos essenciais aos standards de qualidade como o conforto visual, o controlo do fluxo luminoso em função das necessidades em cada momento, assim como melhoram o direcionamento desse fluxo, minimizando o desperdício e a poluição luminosa.
Nesses preceitos atuais a Lightenjin releva a resposta fisiológica à luz, uma questão que influencia diretamente o bem-estar dos utentes, minimizando os impactos da luz artificial na saúde humana, sem descurar, porém, a importância da correta restituição de cor nos devidos contextos.

Os novos sistemas de iluminação pública podem ainda proporcionar novos serviços, onde cada luminária tem uma identificação única e se encontra integrada numa rede inteligente que gere a iluminação, tais como variação do fluxo luminoso, deteção de avarias, manutenção preditiva e controlo biodinâmico da temperatura de cor.